Epidemiologia

  • Existem entre 40.000 a 70.000 epilépticos em Portugal.
  • Prevalência: 1 em cada 200 tem epilepsia
  • Incidência: 50 novos doentes por 100 mil habitantes por ano
  • Existem entre 1.1 a 1.7 vezes mais homens do que mulheres com epilepsia
  • 1 em cada 20 pessoas pode ter um ataque epiléptico uma vez na vida
  • Crianças e Idosos apresentam maior taxa de incidência
  • A epilepsia é ligeiramente mais comum em grupos sócio-económicos mais desfavorecidos
  • Embora, se tenha associado à epilepsia um mau prognóstico, uma simples comparação das taxas de incidência e prevalência mostra que na maioria dos casos a epilepsia pode sofrer remissão, sendo que a duração média do distúrbio é de 10 anos

 

Referências:

Francisco, Anabela Maduro de Almeida - Estudo da lamotrigina em doentes epilépticos submetidos a monitorização vídeo-electroencefalográfica. Coimbra, 2008

Lima, Hamilton Luís Sena - A EPILEPSIA E A QUALIDADE DE VIDA: Estudo da atividade física relacionada à saúde em adolescentes portadores de epilepsia, de ambos os sexos, na região do grande Recife. Porto, 2001

LIGA PORTUGUESA CONTRA A EPILEPSIA, 2005. BIBLIOTECA DIGITAL DA LIGA PORTUGUESA CONTRA A EPILEPSIA [online]. Epilepsia: Generalidades. Disponível em: http://www.epi-dlib.com/view.php?pid=lpce:57 [Consulta: 04-05-2011]